Como fazer relatórios eficientes para seus clientes nas mídias sociais?

14 de março de 2013
Que metricas eu uso? Quais ferramentas de mídias sociais eu posso usar?

Muita gente me pergunta nos cursos e palestras que dou, como se fazer um bom relatório de resultados do seu trabalho nas mídias sociais.

E hoje eu vou decupar todas as informações que acho necessário entregar no seu relatório mensal de evolução no trabalho de mídias sociais, para qualquer cliente.

Vem comigo :-)

1) Base de fãs

Tudo bem que não é o dado mais importante e não deve ser a única coisa a ser avaliada. Mas é importante seu cliente ver, ao longo do seu trabalho, a evolução na base de fãs. Ele tem um objetivo para alcançar? Existe mídia rodando na página? Acho fundamental você entregar um relatorio mostrando o crescimento orgânico e com mídia.

Para você extrair esses dados, é muito simples, vamos começar pelo Facebook:

1) Entre no Facebook Insights.

2) Vá na aba likes

3) Defina o período que você quer extrair os dados (dica: se vc quiser fazer um acompanhamento anual, ou de muito tempo atrás, filtre primeiro um mês, como dezembro de 2011, depois faça janeiro de 2012 e assim por diante, colocando tudo num excel)

4) Depois é só somar a fonte dos likes que sua página teve.

Facebook Insights: de onde vem os likes da sua página

 

Com isso você vai ter a quantidade de likes que sua página teve em um determinado mês. Meu conselho é você ter duas tabelas de excell: Uma para a quantidade de fãs que a página tem e outro para a quantidade de likes que a página ganhou no mês. Com isso você tem a informação muito organizada, você sabe que em janeiro de 2013 a página teve 390 mil seguidores e que de dezembro para janeiro o crescimento de likes foi de 13 mil fãs, por exemplo. Você pode ter esse acompanhamento e mostrar para o cliente apenas um gráfico, ou até fazer um gráfico com as duas informações.

Ok, existe outra maneira de se fazer isso, mas vou fazer um post específico somente sobre o Facebook Insights :-)

No twitter, use o twittercounter. Ele é muito simples de se usar. Defina o período e ele vai te dar um gráfico. Basta pegar a quantidade de fãs no final do mês e subtrair pelo primeiro dia, ou você pode apenas, informar quantos seguidores tinham em um mês. Mesma situação que expliquei acima. Se tiver mídia no twitter, você vai ter as informações pela página do twitter.

No Google plus a mesma coisa, todo começo de mês, anote numa tabela de excell qual o número de seguidores que sua página tem e quanto aumentou de um mês para outro. Se você tiver dicas de ferramentas para o Google Plus, fique à vontade para deixar um comentário. A principio uso o Wildfire que foi comprado pelo Google.

2) Taxa de Engajamento Facebook /Twitter / Google plus

Em todos os tópicos desse post, existem mais de uma maneira de se obter esses dados. Sempre teremos ferramentas que te dão os dados prontos, como SocialBakers, Wildfire, Crowdboost, Quintly, PageViral, graphmonitor entre muitos outros.

Mas a fórmula para se calcular o engajamento é:

formula para calcular o engajamento nos posts do facebook

 

formula para calcular engajamento no facebook, twitter e google plus

Sempre lembrando que isso pode ser salvo numa planilha de excell, inclusive porque podemos exportar os dados do insights direto para o excell e definir a soma pelas colunas de likes, comentários e posts dividido pela coluna do alcance de cada post e multiplicar por cem :-)

A dica então é fazer o engajamento sempre por post, pois como o alcance de uma página dificilmente passa de 10, 12% dos fãs de uma página, os dados serão mais próximos da realidade se você fizer o engajamento por post e usar o alcance de cada post.

exportando os dados do facebook insights para o excell

3) Volume de posts (Facebook, Twitter)

Aqui, existe também algumas formas de se trabalhar. Dependendo da forma que você trabalha (agência ou direto no cliente) a forma de produzir e aprovar o conteúdo é diferente. Em agência é comum se ter uma planilha no google docs com quem produz o conteúdo.

Independente disso, você pode exportar os dados (como mostrado na imagem acima, selecionando post data level) e você terá todos os posts, com seus respectivos likes, comentários, shares e uma infinidade de outros dados.

É importante você ter uma quantidade de posts semelhantes ao de seus concorrentes e também mostrar isso num gráfico simples de barra.

Uma dica importante: O próprio Facebook diz que quanto menor a quantidade de posts diários, maior será o engajamento com seu conteúdo. Os posts precisam de algum tempo para performar e ser visto pela sua audiência. 6 posts por dia no Facebook é muita coisa. Faça testes entre 2 e 5 posts com algumas horas entre eles em todos os períodos (manhã, tarde, noite e até madrugada dependendo do seu público)

4) top interação

Aqui, você pode decidir qual métrica usar, junto com seu cliente. Ele prefere que seu conteúdo seja viralizado e muito compartilhado? Filtre seus posts no insights pela viralidade e pegue um top 3 ou top 5. Outra possibilidade é o número de pessoas que interagiram com o post ou o alcance desse post.

5) top clicadas

Essa métrica é avaliada com os dados dos links que você encurtou. Seja usando o bit.ly, migre.me ou os encurtadores do hootsuite (ow.li/ow.ly) cada encurtador desses te dá a quantidade de cliques. Basta entrar na ferramenta e fazer uma seleção dos posts mais clicados.

top cicadas: tweets e links mais cicadas - estatisticas do hootsuite

6) Tendências e insights

Essa é a parte que você queima massa cinzenta. Analise os posts que foram selecionados anteriormente e veja se consegue encontrar um padrão, ter algum insight que possa ajudar no direcionamento dos posts e do conteúdo dos seus perfis.

Normalmente quem já trabalha há algum tempo com a conta sabe exatamente o tipo de post que mais engaja ou que mais viraliza.

Procure sempre excluir os posts que menos engajaram para testar coisas novas. E mantenha o que dá certo, mas sempre buscando novas formas :-)

7) Categorias de posts 

Esta dica serve para e-commerce ou para qualquer outro segmento em que existe uma subdivisão dos produtos que seu cliente vende. É muito interessante você dizer pra ele quais categorias de produtos fazem mais sucesso. Pode ser óculos de sol, eletrônicos ou itens feminios, dependendo, claro, do seu cliente.

Para isso, quando você fizer a pauta, já crie uma coluna para colocar em qual categoria de post aquele assunto se encaixa. Com isso você consegue também fazer um gráfico pizza dizendo quais categorias fazem mais sucesso na sua página, ou no seu blog.

8) Faturamento por mídia social e geral

Use ferramentas como Google Analytics ou o Omniture para definir valores para suas metas de conversão, filtrando assim depois de um mês, tudo o que foi vendido pelas mídias sociais. Basta você taguear os links pelo url tool builder do google. É interessante você filtrar por mídia social, para saber se seu cliente vende mais via Twitter, Facebook ou Google plus.

9) Dados do blog,

Como toda boa empresa atuando na internet, sua empresa tem um blog certo? Acesse o google analytics e mostre alguns dados no seu relatório:

Pico de acesso no mês com 1 ou mais posts, palavras chaves que mais usaram para chegar no seu blog, qual a porcentagem dos acessos no site ou no blog vindo das mídias sociais e quanto isso representa no total de visitas.

Para pegar esse último dado, vá em fontes de tráfego no google analytics e filtre por Twitter, Facebook, Google plus, Pinterest etc e some o percentual de acessos de cada um deles.

Isso mostra também a importância de se investir mais nas mídias sociais (com conteúdo de qualidade, adwords e social ads) se os dados estiverem muito baixos.

Uma dica importante: Avalie o SEO do seu blog, olhando a porcentagem de acessos que vem organicamente e a taxa de rejeição dos seus posts.

10) Análise da concorrência

Deixei esse tópico por último, pois é meio que repetido. Escolha das métricas anteriores, o que você considera mais importante para seu cliente saber sobre seus concorrentes. E nem tudo você conseguirá saber por não ser administrador da página deles, mas pesquise da maneira que conseguir (o Socialbakers disponibiliza gratuitamente alguns dados bem interessantes sobre marcas, o Wildfire te dá alguns comparativos também de páginas e perfis no twitter) ou em último caso, faça manualmente.Você sempre pode dividir a quantidade de pessoas falando sobre isso (que é pública numa página) pela quantidade de fãs que a página tem, para ter uma base do engajamento de seus concorrentes. Como este dado muda todo dia, o ideal é você fazer isso pelo menos por uma semana e tirar uma média).

Acho que era isso, como podem ver, nesse post, não falei sobre relatórios de monitoramento, o que também dá um excelente próximo post. Mas andei dando uma pesquisada e a @primuniz tem um post bem legal que merece citação aqui no blog das meninas do SEO de SAIA.

Tendo todos esses dados em mãos, basta fazer uma apresentação organizada e bonita num powepoint e enviar seu relatório para o seu cliente. Tenha sempre em mente que nem sempre quem vai ver seu relatório entende do seu negócio. Portanto talvez seja muito bom, ao final de tudo isso, fazer alguns (poucos) paragráfos resumindo os dados que você mostrou. As vezes, é necessário fazer um tipo de relatório para a diretoria e outro tipo de relatório para o pessoal do marketing ou ainda para o financeiro. Mas isso você vai descobrir, conversando com seu cliente e entendendo a necessidade dele.

Mas e aí, o que acharam do post? Espero que tenha sido últi!
Compartilhe:

2 Comentários Como fazer relatórios eficientes para seus clientes nas mídias sociais?

  1. Parabéns pelo post, excelente base para quem está começando.

  2. Obrigado Beatriz :-)